≡  
29
fev
2016

Uma semana sem posts por aqui, faz tempo que isso não acontece. Só que o final do meu inferno astral me deu uma virose pesada de presente. O auge do mal-estar foi no dia do meu aniversário. Resultado, não consegui fazer nada no dia e ainda fiquei de cama nos dois seguintes. Como tudo tem um lado bom nessa vida, estar de cama me deixou bem longe do shopping. Na sexta, não teve jeito, tive que ir.

- Aprendendo a lidar com créditos em lojas do coração

Ganhei um sapato de Natal da Via Mia que deu defeito. No começo do mês, eles me ligaram dando o crédito e eu esperei o lançamento da coleção nova pra ir até a loja. Adiei o quanto pude, em parte por não estar no clima de ir ao shopping, em parte pelo medo da euforia me dominar. 

Trocar presentes ou créditos pode se revelar uma grande armadilha. Você pensa que vai pagar menos e acaba enfiando o pé na jaca. Lembro de um aniversário, há uns dois anos, em que gastei uns R$ 600,00 só em diferenças de trocas. Pra evitar surpresas, o plano era ficar pouco tempo na loja e sair com um par que atende a alguma necessidade. Olhei a coleção pelo site da Via Mia e me limitei a experimentar os três pares que eu mais gostei:

trinta-e-poucos-via-mia

1) Sapatilha de Onça - Sinto muita falta de uma no armário. Tive um par da Mr. Cat que durou horrores e desde que ela "acabou" me sinto órfã. Estampa de oncinha é o preto das estampas, assim como listras. Achei essa sapatilha muito confortável e linda no pé. O único contra é que não é resistente à chuva. E tudo o que tem acontecido no Rio de Janeiro nesse ano é chuva. Achei o preço um pouco alto por isso, R$ 139,00.

2) Oxford Flatform - Tô atrás de um oxford há tempos. Sou assim, demoro a aderir a algumas tendências. Espero virar amor e ter certeza de que vou continuar usando quando a peça não estiver mais tão popular. Esse oxford é o sapato mais confortável que eu já experimentei na vida. Que couro macio, coisa de louco! Mas ele me lembrou um nauru (alguém lembra? Alguém usou?) pelo solado mais bruto. Achei que a insegurança fez com que os R$ 189,00 cobrados (na verdade eu tinha um crédito de R$ 129,00) não valessem tanto a pena. 

3) Scarpin Vira Rebites - Já tive alguns desse tipo da Via Mia e usei até eles acabarem. O couro que eles usam é molinho e o salto não é tão alto. Não resisti, fiquei com ele.

Esse raciocínio todo rolou nos 20 minutos que fiquei na loja. Saí orgulhosa da minha praticidade e do meu controle, acabei gastando R$ 40,00 pra um sapato muito versátil. Tentei abrir mão do presente do marido, mas acho que vou pedir a sapatilha de oncinha e tentar achar uma calça jeans branca. Assim, coloco mais duas peças versáteis pra dentro. Sinto falta delas em muitas produções. Elas vão me ajudar a multiplicar as possibilidades.

- Nossa reflexão sobre consumo da semana

Partindo praquele nosso papo semanal sobre consumo, o conteúdo que eu vou compartilhar com vocês essa semana é um post que a Stephanie Noelle, do blog Chez Noelle, fez pro Petiscos. Nele, ela conta os esforços que tem feito pra mudar a sua relação com o consumo. Sempre bom quando a gente se identifica com alguém, né? Saber que não é só a gente que tem esse desejo quase que incontrolável por coisas novas e que tem outros caminhos pra consumir é sempre enriquecedor.

trinta-e-poucos-petiscos-chez-noelle

Tem um trecho do post da Stephanie que me levou pra reflexão que eu vou propor essa semana. Nele, ela fala do acúmulo de roupas sem qualidade, que muitas vezes não podem nem ser vendidas ou doadas quando decidimos pelo desapego. Caso você decidisse se desfazer da maior parte das suas roupas, elas poderiam ser vendidas? Elas seriam ótimas peças pra doação? A questão aqui, é que sem tanto excesso poderíamos adquirir peças melhores. Abrindo mão de 265 blusas mais ou menos, poderíamos comprar 10 de excelente qualidade, que nos acompanharão por muitas estações.

Esse é um conceito que ainda é muito confuso pra mim. Porque a gente reclama dos preços, eu reclamo muito dos preços. Mas ao comprar peças baratíssimas em fast fashions, a gente acaba baixando o nosso nível de exigência também. Por isso que aprender a ler etiquetas e saber o básico de tecidos é muito importante. Esse conhecimento vai te dar segurança pra saber quando vale pagar mais caro. Vamos aprendendo juntas, não é?

- Looks da semana

Pra fechar o post, os dois únicos looks que eu fotografei essa semana. Como eu contei no começo desse texto, a virose me deixou em casa vários dias. Só fiquei apresentável pra foto nesses dois:

- Sexta-Feira

trinta-e-poucos-seis-meses-sem-compras-look-de-sexta
Brincos Forever 21 / Vestido H&M / Bolsa Gucci / Sapatos Via Mia

trinta-e-poucos-seis-meses-sem-compras-beleza-de-sexta

Um close na maquiagem e na estampa do vestido. 

- Domingo

trinta-e-poucos-seis-meses-sem-compras-look-de-domingoCamiseta e saia Maria Filó / Relógio Swatch / Bolsa Adô Atelier / Sapatilhas Arezzo 

Quero saber o que acharam de tudo! Me contem nos comentários.

Comentários

Nenhum comentário foi publicado para este post. Seja o primeiro a comentar...

Instagram