≡  
30
jan
2016

Todo sábado eu vou falar dos filmes, livros, seriados, músicas... Tudo de cultural que rolar na minha semana. Vou começar falando de duas músicas que não desgrudam da cabeça e de dois filmes que eu vi na minha maratona de indicados ao Oscar.

Músicas que não saem da cabeça

- Love Yourself, Justin Bieber

Deus sabe o quanto eu não gostava de Justin Bieber. Rolava um preconceito forte por aqui. Até que resolvi conferir What do you Mean, primeiro single do álbum Purpose. Lascou. Viciei e foi a minha música de corrida por um tempo. Até que eu ouvi Love Yourself no Snapchat da Julia Faria. Sério, já sei a letra de traz pra frente. Também adoro Sorry, mas Love Yourself virou a favorita desse começo de ano.

- The Nights, Avicii

Outra que não sai dos meus favoritos é The Nights, do Avicii. A letra da música é linda e ela é outra que gruda.

Filmes

- Jobs x Steve Jobs

Steve Jobs é uma figura fascinante. Ainda assim, achei meio louco lançarem dois filmes sobre ele num espaço de dois anos. Já assisti ao primeiro, Jobs, algumas vezes. Não achei incrível, não. É bom, ponto. Ashton Kutcher assusta de tão parecido fisicamente com Jobs. Mas o filme tem uma carinha de sessão da tarde e deixa partes marcantes da vida de Steve de fora (criação do IPod, Iphone, doença). Ele foca mais na triste saída da Apple e no seu retorno triunfal.

Essa semana eu assisti ao Steve Jobs, filme estrelado por Michael Fassbender. Devo confessar que fui com muitas expectativas. E já adianto que saí frustrada. O filme dá ênfase a três momentos marcantes da vida de Jobs: os bastidores do lançamento do Macintosh, da empresa NeXT e do IPod. Passei os primeiros minutos com o marido reclamando que o ator não estava nada parecido com o Steve. Não estava mesmo, mas vai ficando ao longo do filme. Tive a impressão de que a personalidade difícil foi o ponto mais explorado. E, não sei se foi por ele ter sido uma pessoa detestável e toda a história da filha que ele rejeita, achei ruim, chato. Kate Winslet está ótima como Joanna Hoffman, braço direito do criador da Apple. Posso estar doida, só que não entendi as indicações ao Oscar (melhor ator e atriz codjuvante). O ponto alto do filme pra mim foram os bastidores das badaladas coletivas de imprensa, em que Steve anunciava os lançamentos de produtos. E só. Vou deixar os trailers aqui embaixo, pra você ter uma ideia do que esperar:

Trailer Jobs, 2013:

Trailer Steve Jobs, 2015:

- O Regresso

Ainda não vi os trabalhos de Bryan Cranston e do Eddie Redmayne emTrumbo e A garota dinamarquesa, respectivamente. Matt Damon está bem em Perdidos em Marte, mas não sei se vale um Oscar. É, meu povo, acho que Leo (íntima... rsrs) leva a estatueta esse ano. O filme O Regresso conta a batalha pela sobrevivência de Hugh Glass, caçador que é atacado por um urso em uma viagem de caça para o oeste americano. Leonardo DiCaprio faz um grande trabalho e é emocionante assistir à luta de Hugh. Aposto nele! 

Dá só uma olhada no trailer.

Se você já viu algum deles, me conta o que achou nos comentários, ok? Também adoraria saber como anda a sua tolerâcia com o Justin Bieber. Tô doida ou ele caiu de vez nas graças do público? 

Que tal vocês me indicarem um livro, uma música e um filme?

Comentários

Nenhum comentário foi publicado para este post. Seja o primeiro a comentar...

Instagram