≡  
07
out
2015

Não sou a maior fã de frango, até porque nunca consegui preparar um absurdamente saboroso. Assim que o livro Panelinha chegou aqui em casa, eu comecei a caçar umas receitas cujo preparo fosse rápido. Nisso, o livro não mentiu. A parte “trabalhosa” foi bem fácil e a minha expectativa era poder fazer outras coisas relaxada, esperando o alarme tocar avisando que o tempo de forno acabou. Mas eu não tô aqui pra fingir que sou chef ou só pra dividir as iniciativas bem sucedidas. E essa, definitivamente, não está nessa categoria.

 

Mais uma vez as receitas do site Panelinha e do livro Panelinha têm grandes diferenças, como o tempo de forno. Uma pena que eu não tenha notado antes de começar. Bom, pra deixar as diferenças claras, destaquei as informações que aparecem diferentes no livro entre parênteses.

 

Foto: Site Panelinha

Autor: Panelinha
Tempo de preparo: Mais de 2 horas (No livro: 2 horas marinando e 1 hora pra assar)
Serve: 4 porções

Ingredientes

8 coxas de frango
suco de 1 limão
4 dentes de alho
2 cebolas
2 cenouras
2 tomates
2 folhas de louro
4 raminhos de tomilho
2 colheres (sopa) de azeite
sal e pimenta-do-reino a gosto

 

Modo de Preparo

1. Lave e seque bem os vegetais e as ervas. Sobre uma tábua, descasque os dentes de alho e as cebolas; corte as cebolas em 4 pedaços e as cenouras em rodelas. Mantenha os dentes de alho inteiros. Corte os tomates em 4 pedaços e retire as sementes. Coloque todos ingredientes preparados numa tigela grande.

2. Sob água corrente, lave bem as coxas de frango. Esfregue com suco de limão para tirar a murrinha.

3. Tempere as coxas com sal e pimenta-do-reino a gosto. Transfira para a tigela com os outros ingredientes e regue com o azeite. Leve à geladeira para marinar por no mínimo 2 horas. (No livro: Se não der tempo, meia horinha já ajuda. Mas, se quiser colocar no forno direto, também dá. Não deixe de fazer a receita porque não tem tempo extra para esperar marinar).

4. Preaqueça o forno a 180ºC / temperatura média. (No livro: 200ºC)

5. Num recipiente refratário, coloque os vegetais e as ervas por baixo e acomode as coxas de frango por cima. Regue tudo com o líquido que se formou na tigela.

6. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno preaquecido para assar por 2 horas. Depois de 1 hora, retire o papel-alumínio e continue assando; isso faz com que as coxas fiquem douradas e com a pele crocante. Sirva quente. (No livro: assar por 30 minutos, tirar o papel alumínio, e continuar assando por mais 30 minutos).

 

Foto: Trinta e Poucos

 

Não usei nenhum vídeo de apoio, já que não encontrei nenhum no canal do Panelinha no YouTube. Pra ser bem honesta, não sei como o vídeo poderia ter modificado o resultado final, mas certamente eu tentaria. Fico pensando se foi o tomilho o fator decisivo pra essa receita ter ficado tão ruim. Tentei encontrá-lo em vários lugares, incluindo o Hortifruti e não consegui. Pra ser muito honesta, até resolver fazer essa receita eu não sabia o que era esse tal de tomilho...

 

Tempo de preparo da vida real: 20 minutos para preparar tudo

2:30h de forno

Nível de dificuldade: 11

Link para a receita: Clique aqui.

Observações que eu acrescentaria na receita original:

1) Deve ter algum macete na parte do tempero, sério. O livro diz que tudo bem não ter tempo de marinar, pra fazer do mesmo jeito. Eu deixei marinar por mais de uma hora e o frango ficou totalmente sem gosto.

2) Esse tal caldo que a receita diz que vai se formar, para que você regue o frango, não rolou. Tenho a impressão que se houvesse um vídeo, a Rita Lobo colocaria bem mais do que duas colheres de azeite. Achei muito pouco pra oito coxas de frango mais os vegetais.

3) O pior de tudo foi a recomendação pra deixar no forno por uma hora. Comecei a preparar a receita meio-dia, crente que ia comer umas duas da tarde. O almoço saiu as quatro e as coxas ficaram um pouco ressecadas.

No final das contas, o gosto da cenoura e da cebola ficou muito bom. Meio adocicado, bem saboroso. O frango ficou péssimo e eu tive que comer até a última coxa, pra não desperdiçar comida. Sério, um trauma. Dito tudo isso, fecho esse post com um apelo: se você sabe onde está o meu erro, comente. Se conhece alguma forma diferente de temperar e/ou marinar o frango, divida comigo, por favor.

Comentários

Nenhum comentário foi publicado para este post. Seja o primeiro a comentar...

Instagram