≡  
18
jun
2015

Esse tem sido um ano em que estamos mais caseiros do que nunca. Nosso programa perfeito pras sextas-feiras passou a ser um filminho e uma gordice pra acompanhar (#vaigordinha). Assitimos a quatro filmes que tiveram muita repercussão, nas duas últimas semanas, e resolvi falar sobre eles aqui:

Cássia Eller

Sabe aqueles acontecimentos que te marcam, que ocorreram há bastante tempo, mas você ainda lembra com detalhes do momento em que soube deles? Então, a morte da Cássia Eller foi um desses pra mim. Estava em casa, no quarto onde ficava o meu computador, quando soube do seu falecimento. Sempre adorei o seu trabalho, o Acústico MTV da Cássia foi um dos que mais me marcou. E não sabia muito o que esperar desse filme. Ainda que eu tivesse começado a assistir com algum tipo de expectativa, ele superaria. Nele, a cantora não é endeusada, muito menos condenada. A Cássia do filme é real, genial, humana, erra, magoa, é magoada, é homossexual, mulher, mãe, companheira, amiga, amante, artista, intensa. Entre depoimentos de parceiros de trabalho, da companheira Eugênia, dos amigos, da família; bastidores do momentos memoráveis de sua carreira, como a gravação do acústico MTV e o show do Rock in Rio; e cenas da cantora desfilando a sua maravilhosa voz, o filme é, não só para os fãs da Cássia, como para todos os amantes da boa música e de uma boa história.

O Jogo da Imitação

Temos um combinado silencioso aqui em casa, procuramos revezar filmes que interessam mais ao meu marido, a mim e aos dois. Vemos todos os filmes juntos. E eu enrolei horrores pra ver "O Jogo da Imitação". O filme mostra o trabalho de uma equipe montada pelo governo britânico, que busca decifrar o Enigma (código que os nazistas usavam para enviar mensagens aos seus submarinos). A estrela dessa equipe é Alan Turing, interpretado pelo ator Benedict Cumberbatch, matemático e pioneiro da computação, que decifra os códigos e ajuda a salvar milhões de vidas. O filme foi indicado ao Oscar de "Melhor trilha sonora original"; "Melhor roteiro adaptado" (Venceu!!); "Direção", pelo trabalho de Morten Tyldum; "Melhor ator", pelo trabalho de Benedict Cumberbatch; "Melhor filme"; e "Melhor atriz coadjuvante", pelo trabalho de Keira Knightley. Olha, não foi um filme inesquecível, mas é bem bom. Benedict está sensacional como o nerd genial, que tem problemas de relacionamento. Me lembrou, de alguma forma, o meu amado Sheldon Cooper, da série "The Big Band Theory". Keira está ótima, como a espoja de fachada/melhor amiga/maior incentivadora. É absurdo imaginar o que esse homem sofreu (sim, o filme é baseado em uma história real), depois de salvar tanta gente, só por causa de sua opção sexual.

Sniper Americano

Não sou a maior fã de filmes de guerra, por isso demoramos tanto a assistir essa preciosidade. O filme é estrelado por Bradley Cooper, dirigido pelo mito Clint Eastwood e conta com uma Siena Miller (irreconhecível morena) muito bem em cena. Bradley interpreta Chris Kyle, um texano que sonha em se tornar cowboy, mas acaba se alistando às forças especiais da marinha, após os atentados de 11 de setembro de 2001. Enviado para a Guerra do Iraque, ele se torna o atirador de elite mais letal da história do exército americano, ao matar mais de 160 pessoas. Um resumo do que eu achei desse filme é "não dá pra piscar". Bradley Cooper está incrível no papel e o filme é tensão pura! Achei muito interessante assistir à dificuldade de readaptação nas vezes em que o personagem retorna pra casa. Foi uma das maiores surpresas dos últimos tempos, é incrível.

Velozes e Furiosos 7

Vou ser rápida e rasteira em relação a esse filme, só vale pela homenagem prestada ao ator Paul Walker. Ele morreu aos 40 anos, em 2013, no meio das filmagens do longa. É normal você ver cenas absurdas nesse tipo de filme, mas esse abusa demais, chega a dar raiva. Carros saindo de aviões e aterrissando tranquilamente; personagem caindo de um prédio e quebrando só o braço. Vin Diesel, Dwayne Johnson e Paul Walker têm muito carisma. Só que nem isso salva o filme. Quer uma dica? Assita ao clipe "See you again", da música tema do filme, do Wiz Khalifa. Além da música ser linda, o clipe ainda reúne as melhores e emocionantes cenas finais do filme.

E vcs, já viram algum desses filmes? O que acharam?

Comentários

Nenhum comentário foi publicado para este post. Seja o primeiro a comentar...

Instagram