≡  
09
maio
2015

Minha mãe tem muito medo de montanha-russa. Tanto, que ela não tinha coragem pra ir em uma pequena, que tinha no Barrashopping quando eu era criança. Fui criada escutando que ela morreria se andasse em uma, logo, eu fui ficando com medo de morrer também. Quando fui pra Orlando pela primeira vez, aos treze anos, me lembro de me perguntar mentalmente se eu teria coragem de andar em uma e se eu morreria tão cedo assim. Pra minha sorte (pra não dizer o contrário), o Busch Gardens foi o primeiro parque que visitamos na viagem. Eu teria que testar a minha resistência nas piores montanhas-russas de Orlando e arredores, sem nem uma passadinha nas tranquilas da Disney pra ensaiar. Nessa época eu ainda não tinha ido em nenhum brinquedo desses, nem os mais fraquinhos, de shopping.

E comecei pela... Montu, que na época era "a pior". Quando o funcionário do parque afivelou o cinto, eu tive muita vontade de pedir pra descer. Tava morrendo de medo da minha mãe ter razão e, se fosse pra ter razão, que fosse mais pro final da viagem e não na primeira atração. Sobrevivi!! Que sensação incrível!! Fiquei tão feliz de ter aguentado, que eu repeti o mesmo brinquedo outras 17 vezes (era final de janeiro e o parque estava muito vazio).  Minha paixão por montanhas-russas começou aqui. Ao longo do tempo eu pesquisei e acompanhei a construção de muitas das montanhas-russas do mundo. Descobri o Cedar Point e a rede Six Flags, e eles passaram a constar na minha lista de sonhos a realizar.

Nos anos seguintes, eu tive a oportunidade de voltar para Orlando outras três vezes e pude acompanhar a evolução das atrações. Na época da minha primeira visita, só o Busch Gardens tinha brinquedos radicais. Com o tempo, o parque Island of Adventures foi construído, o Sea World e o Universal Studios inauguraram as suas thrill rides. Em 2012, os nossos destinos de férias foram Las Vegas e Los Angeles. Fui na montanha-russa do hotel New York e não curti, deu dor nos ombros e no pescoço. O pior é que eu havia comprado o passe para o dia inteiro e só fui uma vez. Não fui nas atrações no alto do Stratosphere. Não curto torre de queda livre. Já fui em várias, mas a sensação de cair sentada não me agrada. Também não senti vontade de ir nos outros brinquedos.

Já em Los Angeles, tínhamos dois dias de sonho programados. O primeiro foi nos parques na Disneyland. Amei o Disney California Adventures, ele tem uns brinquedos mais emocionantes, como a montanha-russa California Screamin e a roda gigante. Mas o grande dia era outro, o do Six Flags Magic Mountain. Como eu sonhei com esse parque! Quantas vezes eu fiquei olhando um a um os vídeos das montanhas-russas de lá. Pra quem não sabe, esse parque disputa com o Cedar Point, que fica em Ohio, o posto de parque com mais montanhas-russas dos EUA.

Eu tinha certeza que os brinquedos de Orlando tinham me preparado pra esse momento. Só que não. Quando eu parei na frente da Goliath, que a foi a primeira em que andamos, eu fiquei arrasada. Sonhei com aquilo por tanto tempo e agora não seria capaz de aproveitar. Deu muito medo. Mas fui com medo mesmo, nela e em muitas outras.

Fiz uma seleção das minhas favoritas, olha só:

1 - Goliath - Six Flags Magic Mountain

Essa foi a primeira montanha-russa que andamos no Six Flags. Ela assusta, é muito alta. E assusta ainda mais quando você vê que só tem um cintinho pras coxas e ponto. Nem lugar pra segurar ela tem (eu sei que isso não faria a menor diferença, mas ajuda psicologicamente). Olha, não deu nem pra gritar, é alto demais. Sabe aquela sensação do estômago ir até a boca? Nesse caso, ele desiste, são 71,63m de queda.

2 - Tatsu - Six Flags Magic Mountain

Essa é uma montanha-russa estilo flying, você anda nela deitado de barriga pra baixo, como o Super Homem. Ela é bem alta, a ponto de você ver as árvores pequenas lá embaixo. Mas me fez chorar. O cinto é muito confortável. Deu uma sensação real de como seria voar. Incrível!

3 - Superman: Escape from Krypton - Six Flags Magic Mountain

Então, o percurso da Superman: Escape from Krypton dura 20 segundos. O barulho do lançamento do carrinho é tão alto, que você escuta de qualquer lugar do parque, assusta. E você sobe a 126,49 metros! Confesso que fiquei com MUITO medo. Meu marido foi primeiro e eu só topei depois que vi que ele sobreviveu. A grande verdade é que passa tão rápido, que não dá tempo de sentir medo. Delícia!!

4 - X2 - Six Flags Magic Mountain

Uma amiga minha já havia andado na X2 e me falou que foi o mais próximo da sensação de morte que ela chegou. Como ela fica no ponta oposta da que começamos o parque, acabou ficando por último. O parque já estava fechado, inclusive. A fila era de duas horas e o nosso grupo não queria. Mas eu bati o pé. Não passei tanto tempo sonhando com esse parque pra desistir no brinquedo mais radical. Eles me odiaram cada minuto das duas horas. Quando já estávamos no final da fila, vi uma galera sair chorando. Fiquei preocupada. Sem dúvida foi a que mais me deu medo na subida, você sobe deitado nos trilhos, de costas pra queda. Imaginei inúmeros fins catastróficos pra esse brinquedo, lembrei do filme Premonição, achei que o meu cabelo ia enrolar nos trilhos e eu ia perder o meu couro cabeludo. O percurso é insano, diferente de tudo que eu já andei. Mas sobrevivi e o meu grupo me agradeceu por insistir, valeu a experiência.

5 - Apocalypse - Six Flags Magic Mountain

O que mais me impressionou nas montanhas-russas do Six Flags é que elas não batem tanto, são suaves. Não dão aquela dor no pescoço, sabe? Então, exatamente por isso, nos apaixonamos por essa de madeira. Maravilhosa!!

6 - Sheikra - Busch Gardens Tampa

Passei 8 anos sem ir pra Orlando. Quando voltei, em 2009, essa belezinha já estava lá há algum tempo. Quando via os vídeos, achava muito radical; quando vi pessoalmente, achei bem mais baixa do que parecia; e quando já estava nela, subindo, vi que ela não se encaixava nos extremos. 60,96m de queda, com aquela paradinha básica, que tortura.

7 - Montu - Busch Gardens Tampa

Essa foi a primeira montanha-russa que eu fui na vida. Ela é muito boa, mas já não dá medo. Um clássico do Busch Gardens Tampa.

8 - Rip, Ride, Rockit - Universal Studios Orlando

Essa montanha-russa tem um começo único, você sobe lentamente, de olho no céu e pode escolher a música do percurso. Eu sempre tive medo dela parar no começo, nessa posição. E acreditem, já aconteceu. Fora a sensação dessa subida, parece que você vai ser sugado do carrinho. Imperdível!

9 - The Incredible Hulk Roller Coaster - Island of Adventures

Ela é muito legal desde a fila, que é tematizada. A sensação do começo do percurso é que você é cuspido do túnel. Só bate bastante, o pescoço sai meio sacrificado.

10 - California Screamin'  - Disney California Adventure

Grata surpresa da Disneyland, a California Screamin é incrível. A saída é muito rápida. Boa demais!

Comentários

Nenhum comentário foi publicado para este post. Seja o primeiro a comentar...

Instagram