≡  
16
ago
2014

A moda tem o poder de uma máquina do tempo. A volta das bolsas-saco foi o meu bilhete aéreo direto para os anos 90, onde os exemplares da Victor Hugo eram objeto de desejo. Tive a minha primeira quando uma amiga enjoou da dela e me deu.

Há alguns meses o desejo voltou com tudo e eu pesquisei os modelos mais bacanas disponíveis no mercado. Começando pelo modelo mais clássico, o Noé da Louis Vuitton.

Para quem gosta de bolsas clássicas, de couro de boa qualidade, mas prefere peças que a marca não seja facilmente identificada, uma Mansur Gavriel é uma excelente opção. Só tem um porém, conseguir uma bolsa da marca é um grande desafio. Mas isso é assunto pra outro post.

E é claro que eu não poderia deixar de citar as opções nacionais mais lindas. Vou começar pelo modelo Bucket grande da Adô Atelier. A marca mineira vende bolsas de couro com preços mais amigos do que os praticados no mercado atualmente. Comprei a minha primeira essa semana e achei o acabamento incrível.

Pra terminar tem essa da Animale, com uma combinação de cores que é a cara do verão.

Agora é só escolher aquela que toca o coração e cabe no bolso.

Comentários

Nenhum comentário foi publicado para este post. Seja o primeiro a comentar...

Instagram